Instruenda desabafa em torno do assédio sofrido em Matalane

Instruenda desabafa em torno do assédio sofrido em Matalane
Instruenda desabafa em torno do assédio sofrido em Matalane

O assunto das instruendas engravidadas pelos próprios instrutores na Escola Prática da PRM vem sendo o assunto mais comentado na última semana

Tendo sido reportado um acumulativo de 28 instrutoras gravidas das quais 18 foram infectadas pelo vírus de HIV e outras DTS.

O Diário Interativo, entrou em contacto com uma das instruendas da Escola Pratica da PRM em Matalane, que revelou nos dados sobre a situação, porém preferiu ficar no anonimato .

Tendo dito que  o assédio sexual é bastante recorrente, visto que as alunas que imporem-se as práticas são submetidas à castigos psicológicos e físicos.

“ Eu cheguei a ter relações com um instrutor por fome, eles não davam-me comida” – Disse a instruenda.

Em contra partida a instruenda afirmou que algumas instruendas optam por assediarem os instrutores para melhor tratamento. Sendo que as mesmas acabam faltando o treino diário sem necessidade de justificar posteriormente.

Segundo a mesma, as principais presas dos instrutores são as mulheres com um padrão de beleza e escultura corporal consideravelmente atraente. Mas isso não tira vantagem das menos favorecidas neste âmbito, o que dita que 99% das mulheres são submetidas aos actos com ou sem vontade própria.

As que escapam segundo a mesma, são as que ingressaram por via de orientação de um dirigente influente seja da polícia ou não.

“Pensei em desistir mas não posso porque sofri muito para entrar lá, e toda a minha reserva económica foi depositada para o meu ingresso na formação, só agradecer a Deus por não estar grávida “ – Finalizou

Facebook Comments
One Comment

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *