Pastor nigeriano de 46 anos morre em jejum por 40 dias e 40 noites

Pastor nigeriano de 46 anos morre em jejum por 40 dias e 40 noites

Um pastor nigeriano que embarcou em um jejum de 40 dias foi morto.

O evangelista Chidi Eke, de 46 anos, de acordo com seu próprio ministério, estava jejuando para buscar a face de Deus, mas faleceu em Eziala Nguru, na área do conselho de Ngor Okpala, no Estado de Imo.

De acordo com relatos da mídia local, o falecido tinha planos de iniciar seu próprio ministério e até anunciou que iria ao deserto para obter poderes de Deus, abandonando sua esposa e dois filhos em Lagos desde o ano passado para embarcar no evangelismo.

“Durante a primeira e a segunda semana de seu jejum, as pessoas que foram a suas fazendas o ouviram cantar e orar em voz alta. Mas depois da terceira semana, ninguém ouviu sua voz novamente e a maioria das pessoas pensou que talvez ele devesse ter mergulhado profundamente na meditação. Mas um dos membros de sua igreja, Cyriacus Opara, ficou preocupado e insistiu que precisava visitá-lo na floresta.

“Quando Opara se aproximou … eles lhe disseram que não sabiam exatamente o local exato onde ele estava e que Eke havia emitido um aviso severo de que não queria nenhum visitante porque havia deixado seu telefone e dinheiro em casa e só tinha  a Bíblia e o vestido ”, disse um morador ao The Nation.

Opara e um outro conseguiram entrar no mato onde o pastor estava acampado apenas para encontrá-lo morto.

“Eke voltou à vila com a alegação de que ele veio atender o chamado de Deus”, disse um de seus parentes, acrescentando que Eke é o único filho de sua mãe.

Após o desenvolvimento, a comunidade proibiu as pessoas de jejuar e orar no mato.

 

Facebook Comments
One Comment

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *