Helena Taipo vai continuar detida preventivamente

Helena Taipo vai continuar detida preventivamente
Helena Taipo vai continuar detida preventivamente

O Juiz de Instrução Criminal da 6a Secção do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo decidiu manter a prisão preventiva da antiga Ministra do Trabalho e ex-Embaixadora de Moçambique em Angola, Helena Taipo.

A antiga governante foi ouvida pelo juiz durante cerca de três horas, das 10h30 até às 13h30mim. A audição terminou, segundo soube “O País” de fonte próxima ao caso Helena Taipo vai permanecer detida.

De acordo com a lei existem três pressupostos possíveis para um juiz decidir pela manutenção da prisão preventiva: o risco de fuga, o risco de perturbação das investigações e o risco de continuação do crime.

A antiga-Ministra é acusada de ter recebido 100 milhões de meticais, indevidos, do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), em 2014. O valor terá sido transferido para suas contas como “agradecimento” por ter facilitado que cinco empresas privadas ganhassem contratos de prestação de serviços ao INSS.

Outra acusação é de que durante as viagens de trabalho que realizava durante o seu mandato além de receber ajudas de custo do Ministério do Trabalho, também era paga ajudas de custo em dobro em nome do INSS.

Neste momento está a ser ouvido Lúcio Sumbana, filho do ex-governante, Fernando Sumbana Jr. apontado como gestor de uma das empresas que terá pago subornos a Helena Taipo.

Facebook Comments
One Comment

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *